Contrariar os argumentos populistas não é tão fácil, porque muitas vezes estão ligados a emoções fortes. Na vida privada, há outro fator: as pessoas com quem se dá bem, como vizinhos, no clube desportivo ou mesmo entre amigos ou familiares, expressam opiniões que já não entende, às quais gostaria de contrariar algo sem ofender o outro e sem correr o risco de perder o laço emocional. Dependendo de com quem está a lidar, também é preciso coragem para combater os populistas.

  Neste separador da plataforma web desenvolveremos durante os anos 2022 – 2024:

  • Instrumentos para discussão e argumentação
  • Uma série de entrevistas sobre Cidadania Europeia
  • Mais recursos para apoiá-lo no combate ao populismo

Voltar ao topo